529 escrituras entregues em Trindade pelo Casa Legal do Governo de Goiás

Sérgio Willian

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), já entregou em Trindade, 529 escrituras com o Programa Casa Legal – Sua Escritura na Mão. Destas, 397 são dos Conjuntos Dona Íris 1 e 2 e 132 do Jardim Imperial e Jardim das Tamareiras. Durante o Governo Itinerante do município, outras 230 famílias vão assinar suas escrituras que serão enviadas ao cartório para registro. Além dos bairros já citados, o Conjunto Marise também será beneficiado.

O casal formado pela agente de saúde, Wilma Maria Sousa, de 52 anos, e pelo chacareiro Valtuir Sousa Lima, de 55, sabe bem a importância da regularização promovida pelo Governo do Estado em Trindade. Eles vivem no Dona Íris 2 há 18 anos e receberam a escritura da moradia no final do ano passado. Wilma conta que estava juntando dinheiro para tirar o documento no cartório, mas o processo ficaria quase R$ 1 mil.

Quando recebeu o documento gratuitamente pelo Programa Casa Legal, não conseguia conter tamanha emoção. “Na época, eu tinha acabado de descobrir um problema de saúde no meu filho. A notícia da escritura me deu forças, peguei o dinheiro que seria gasto com o documento e fiz uma boa reforma na casa para recebê-lo e proporcionar o melhor tratamento possível”, relata. Wilma até então vivia em um barracão de apenas dois cômodos. Hoje, mostra com alegria a casa ampla, toda em cerâmica, com cozinha, área de serviço e garagem recém-construídas. O filho está se recuperando bem. “A vida melhorou muito”, frisa.

Também morador do Dona Íris 2, o cabeleireiro Gecimar Vieira Alves, de 41 anos, viu o movimento do salão dele aumentar depois da regularização do bairro. “A gente tem visto rostos novos a cada dia”, afirma. De acordo com Gecimar, as pessoas perderam o medo de investir no bairro. Ele diz que já chegou uma nova farmácia e uma grande ferragista está em construção. “Todo mundo ganha com a regularização”.

Jardim das Tamareiras
No lado oposto de Trindade, no Jardim das Tamareiras, outro casal sente os benefícios trazidos pela regularização fundiária. Dona Abadia Lourenço dos Santos, de 66 anos, e o aposentado Luiz Ferreira dos Santos, de 68, também investiram todos os esforços na construção de uma moradia que desse mais conforto à família. Com o local regularizado, eles praticamente puseram abaixo a antiga casa e construíram outra. Hoje moram com eles três netas em uma residência bastante ampla em frente a uma praça, com posto de saúde perto. Muito diferente do que viram quando chegaram ao local, há 19 anos, cheio de mato alto e poeira.

Ainda no Jardim das Tamareiras, a costureira Maria José Alves de Oliveira, 48 anos, e o auxiliar de produção, Orlando Batista de Oliveira, 51 anos, também estão felizes com a escritura gratuita que receberam. “Quando a gente pega a escritura é que se sente totalmente dono do imóvel”, resume Orlando.

Casa Legal
Além de coletar assinaturas das famílias nas escrituras, a Agehab também vai prestar informações aos moradores sobre os benefícios dos programas Casa Legal e Cheque Mais Moradia, durante a realização do Governo Itinerante em Trindade. O Programa Casa Legal já está presente em 38 municípios para regularizar as moradias de milhares de famílias, em 78 bairros implantados em áreas de domínio do Estado.

Criado em julho de 2011, o Casa Legal resgata uma dívida histórica com as famílias que aguardam há décadas pelas escrituras de suas moradias. A nova Lei de Regularização Fundiária do Estado garante a gratuidade da escritura para famílias com renda de até quatro salários mínimos. De uma demanda estimada de 90 mil imóveis para regularização em todo o Estado, atualmente 43 mil processos estão em andamento na Agehab.

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo