Agehab acelera obras do PAC na região Noroeste

Gisélia Duarte

 

 

O presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Luiz Stival, acompanha amanhã (29/10), a partir das 20 horas, a ligação da iluminação pública da Praça construída no Jardim Curitiba III, como parte das ações do programa Casa Legal – Sua Escritura na Mão. A entrega da Praça à comunidade deve ser feita pelo governador Marconi Perillo no começo de novembro.

 

A Agehab está realizando os últimos preparativos para inauguração da praça. Além da iluminação, será feito plantio de árvores e instalação de parque infantil e equipamentos de ginástica. Com recursos do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC-2), numa parceria com a Caixa Econômica Federal, a Agência está investindo em obras de infraestrutura e equipamentos públicos mais de R$ 50 milhões no bairro para assegurar mais qualidade de vida para os moradores.

Construída nas confluências das ruas JC-66, JC-60 e JC-65, a praça é o mais novo espaço de lazer e convivência que a Agehab colocará à disposição da comunidade, contemplando a acessibilidade. Além de parque infantil, equipamentos de ginástica, quadra de esporte e pistas de caminhada, a praça possui pergolado e área para jogos.

A regularização do bairro, com a escrituração de aproximadamente 4 mil imóveis, está em fase final. O Governo de Goiás, por meio da Agehab, construirá ainda 315 unidades habitacionais no bairro para famílias que ocupam áreas de risco e de preservação ambiental.

Também prossegue em ritmo acelerado a construção de 9.720 metros de galerias de águas pluviais, incluindo trechos com ampliação da capacidade de escoamento. Serão executados pelo mesmo contrato dois bueiros celulares de concreto, um deles na Avenida do Povo e o outro na Avenida JC-22.

Estão em fase final as obras do Centro de Educação Infantil (CMEI e o centro comunitário, que serão integrados por uma segunda praça. Os equipamentos ocupam uma área de 3,8 mil m2. O CMEI terá capacidade para atender 120 crianças do Jardim Curitiba. O bairro ainda receberá um Centro Integrado de Cultura e Cidadania e dois bueiros celulares.

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo