Agehab reforça capacitação do Compliance com palestra sobre ética no serviço público em época de pandemia

A Agência Goiana de Habitação já concluiu a implantação do Compliance Público e agora reforça com palestras e cursos os eixos primordiais do programa junto aos colaboradores, com destaque para gestão de risco e ética. As capacitações são realizadas pela Escola de Governo e também pelos gestores a casa. A Agehab participa este ano do ranking do Compliance, programa que vem sendo implantado pelo Governo de Goiás desde o ano passado para dar ênfase à uma gestão ética e transparente no Estado.

Com a palestra “Ética no Serviço Público em Época de Pandemia”, promovida ontem (7/7) pela Diretoria de Governança e Transparência da Agehab (Digovt), por meio da plataforma Zoom, três colaboradoras da Agência destacaram a importância e o papel dos empregados na disseminação da cultura da ética e gestão de riscos para a melhor prestação de serviços à sociedade. O encontro reuniu 48 colaboradores.

O ciclo foi aberto pela colaboradora Jaqueline Souza, que agradeceu a participação em nome da diretora Kelly Afiune. Ela explicou que até outubro serão realizadas quatro palestras sobre o programa Compliance, já dentro da proposta avaliativa do ranking. Ela conclamou os servidores a buscarem a qualificação que está sendo oferecida a todos. “Atualmente possuímos 30 colaboradores certificados no curso de Ética. Mas queremos alcançar o mais rápido possível pelo menos a metade do pessoal da empresa”, ressaltou. Esclareceu que a capacitação não almeja apenas a pontuação no ranking, mas principalmente engajar os servidores no processo de disseminação da cultura da ética na instituição, com impacto direto no desempenho e qualidade das atividades de cada empregado.

A técnica de Segurança do Trabalho e membro da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), Denise Costa, destacou que o Programa de Compliance Público é de extrema importância para a conduta rumo a eliminação da corrupção e prestação do serviço público com eficiência, buscando a satisfação do cidadão que é o cliente maior da Agehab. “A importância do respeito, prudência e transparência no trato com os que convivemos, é o primeiro passo para cumprir os preceitos da ética, que deve ser uma busca incessante. Um permanente aperfeiçoamento para a harmonia da convivência social e respeito às diferenças seja econômica, religiosa, racial, étnica, de gênero ou orientação sexual. A empresa não basta apenas ter um código de conduta e ética, é preciso buscar o aperfeiçoamento dia após dia”, propôs a colaboradora.

Ela lembrou também que nisso está incluída a adoção das práticas da prevenção em relação ao coronavírus: “Que possamos transpor essa fase de pandemia. O interesse da sociedade está acima dos interesses individuais”. Frisou que é importante que todos atendam ao cronograma de vacinação e sigam rigorosamente as medidas preventivas recomendadas, que têm sido amplamente difundidas na Agehab.

Ana Lívia, da Gerência de Serviço Social e Cadastro, ressaltou que o comportamento ético de cada servidor significa solidez para instituição e a possibilidade de uma vida feliz para todos. “Que todos aqui tenhamos a mesma chance de um pouco de felicidade na hora de interagir em tempos tão complicados como esse que estamos passando”, afirmou, referindo-se aos desafios impostos pela pandemia do coronavírus.

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo