Aluguel Social chega a 35 mil contemplados em Goiás

Programa do Governo Estadual, que destina R$ 350 mensais a famílias em situação de vulnerabilidade social, já alcança 66 municípios

 

Criado pelo Governo de Goiás e executado pela Agência Goiana de Habitação (Agehab), o programa Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social chega à marca de mais de 35 mil famílias contempladas com o valor de R$ 350 mensais para o pagamento de aluguel. Os beneficiários são pessoas em situação de vulnerabilidade social, que já receberam os cartões que dão direito ao auxílio pelo período de 18 meses.

 

Os recursos são provenientes do Fundo Protege, administrado pela Gabinete de Políticas Sociais (GPS), responsável pelo leque de projetos do programa Goiás Social. Ao todo, já foram alcançados até o momento 66 municípios goianos, com entregas de cartões já realizadas em 59 municípios.

 

De acordo com o presidente da Agehab, Pedro Sales, a meta é alcançar, até o final de 2022, a marca de 40 mil famílias atendidas em todo o Estado. “Chegaremos ao final do ciclo desta primeira gestão com o compromisso firmado com a população cumprido e com o objetivo de ampliar ainda mais esse número já em 2023”, antecipa o gestor. Para ele, o Aluguel Social é exemplo de como o Governo de Goiás tornou o trabalho social uma prioridade.

 

Mudança de vida

Para a diarista Cleane Maria Brito, mãe de três filhos, essa ajuda é essencial. “Minha vida antes do Aluguel Social era complicada, porque, como eu tenho três crianças, para trabalhar fora ficava muito difícil. O valor que eu iria receber era praticamente para pagar alguém para ficar com meus filhos”, relata ela. “Depois que eu passei a receber, consigo pagar meu aluguel direitinho e abastecer a minha geladeira, que não tinha fartura antes”, compara Cleane.

 

O Aluguel Social é um programa de complemento de renda para famílias em situação de vulnerabilidade financeira que não possuem moradia própria. Entre os requisitos para participar estão ser maior de 18 anos ou emancipado, ter inscrição ativa no CadÚnico e morar no município há três anos ou mais.

 

As listas com os nomes dos contemplados no Aluguel Social estão disponíveis no site da Agehab (www.agehab.go.gov.br), no banner “Aluguel Social” e “Listas e editais por cidade”. Na entrega, os beneficiários receberão os cartões e as instruções para usar o aplicativo pelo qual o benefício é repassado, que funciona como um banco virtual, por meio do qual serão transferidos os recursos mensais. O valor só pode ser repassado para a conta do dono do imóvel (locador).

 

Depois de receber o cartão, a família tem prazo de 60 dias para enviar o contrato de aluguel pelo site da Agehab. No endereço eletrônico também será feita a prestação de contas. O primeiro depósito pode levar até dez dias para cair na conta. A partir do segundo mês, o recurso é depositado todo dia 28 ou primeiro dia útil seguinte.

 

Fotos: Octacílio Queiroz

Legenda: Evento de entrega de cartões do Aluguel Social: mais 35 famílias já estão usufruindo do benefício em 59 municípios goianos

 

Agência Goiana de Habitação – Governo de Goiás

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo