Araçu e Itaguaru entram para grupo de municípios que já receberam moradias do Governo de Goiás


 

 As finanças pessoais da costureira Elizene Ferreira de Oliveira, 27 anos, vão passar por uma revolução. A jovem é uma dos 40 beneficiários que tiveram suas moradias inauguradas em Araçu, a 70 quilômetros de Goiânia, nesta sexta-feira (24/07) em maratona de entregas do Governo de Goiás. Construídas com recursos do Cheque Mais Moradia, executado pela Agência Goiana de Habitação (Agehab), em parceria com recursos federais, as unidades somam um total de 318 em seis municípios.

 

Para a beneficiária Elizene tudo vai mudar. Mãe solteira de Tálita, 9 anos, ela deixará para trás um aluguel de 400 reais. Somado às despesas com água e energia, o valor ultrapassa os 50 % da renda de 800 reais por mês. “Estou achando uma maravilha. É uma folga e tanto. Vou poder investir esse dinheiro todo na minha casa”, planeja Elizene, que com a mudança pronta, fez questão de dar seu toque pessoal na moradia. “Gosto de roxo e por isso pintei uma das paredes da cozinha.”

Além de Araçu, está na lista da maratona o município de Itaguaru, a 125 quilômetros da capital, que também recebeu 90 moradias nesta sexta-feira. No domingo (26/07) será a vez da cidade de Goiás receber suas novas unidades. Ao todo serão 60 unidades. No fim de semana passado, São Francisco de Goiás e Santa Rosa já haviam inaugurado suas moradias (40 unidades cada).  Itarumã, por sua vez, recebeu na terça-feira (21/07) 48 unidades. Os recursos estaduais são investidos em conjunto com recursos federais. Ao todo foram empregados R$ 9,05 milhões nos seis municípios, sendo R$ 3,5 milhões provenientes do Estado.

 

Segundo o presidente da Agehab, Luiz Stival, as inaugurações são resultado do empenho de um trabalho focado na diminuição do déficit habitacional do Estado. “O trabalho da Agehab, por determinação do governador Marconi Perillo, não faz distinção no tamanho dos municípios”, destaca ele. Stival lembra que não é por menos que a Agência tem atuação presente em todos os 246 municípios.

 

Ampliação

 

Casados há dez anos, a professora Líbia Lopes de Souza, 35, e o auxiliar de limpeza pública Eder José de Souza, 33, também moradores de Araçu, estão fugindo de um aluguel de 350. “Aluguel é um problema, porque você não pode deixar de pagar, se não fica sem teto. Mas é um dinheiro que vai e nunca mais volta”, observa Líbia, que já faz planos de aumentar o imóvel com o dinheiro que vai sobrar. “Queremos fazer muro e ampliar nos fundos.”

 

Moradora de Itaguaru, a dona de casa Claudineia Soares dos Passos, 31, comemora mais conforto para a família e o fato de que agora os filhos estarão mais perto da escola. O marido de Claudineia, o lavrador Wagner Aparecido dos Passos, 34, estava com dificuldades de manter um imóvel para a família e por isso eles ficavam vivendo de fazenda em fazenda na região, em espaços cedidos por empregadores. “Agora dentro da nossa casa, nossos filhos não vão mais acordar 5 da manhã pra pegar o ônibus. Vão acordar mais tarde e ir a pé”, comemora a mãe.

 

Cidade de Goiás

 

No domingo, a cidade de Goiás recebe 60 unidades do Residencial Tempo Novo, às 9 horas, na Praça da Bandeira, em frente à sede da Prefeitura. A solenidade integra a programação que comemora o aniversário da antiga capital goiana, que inclui ainda a celebração da transferência simbólica dos poderes. Com cerca de 25 mil habitantes, a cidade de Goiás comemora 283 anos de sua fundação oficial.

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo