CLIPPING 05 DE JUNHO DE 2013


 

CLIPPING 05 DE JUNHO DE 2013

 

PUC NOTÍCIAS

 

http://noticias.pucgoias.edu.br/index.php/component/k2/item/3038-estudantes-da-puc-goi%C3%A1s-conhecem-programas-habitacionais-do-governo-de-goi%C3%A1s

 

29/05/2013 16h19

 

Estudantes da PUC Goiás conhecem programas habitacionais

 

Estudantes do curso de Engenharia Civil da PUC Goiás conheceram nesta quarta-feira, 29, o funcionamento dos programas habitacionais em execução do Governo de Goiás durante a 1ª Jornada de Engenharia Civil da PUC. A oportunidade ocorreu durante palestra do presidente da Agência, Marcos Abrão Roriz, na maratona acadêmica, pela manhã, para um público de cerca de 300 participantes. No encontro, Marcos Abrão Roriz falou sobre os dois eixos de atuação da Agehab, construção e regularização fundiária, e traçou o panorama que as políticas habitacionais estaduais geram no mercado de trabalho de Engenharia Civil. “Saímos de um panorama de atendimento de 34% dos municípios goianos, no início da gestão, para um quadro de atendimento que em 2013 já chega a 88% deles. Até o final de 2014, nossa meta é ter atingido 100%”, explicou o presidente da Agehab aos estudantes, que se mostraram interessados principalmente pelo mercado que está sendo aberto nas frentes de trabalho pelo interior do Estado, além das regiões metropolitanas.

 

Para o estudante do 1º período Brenner Rios, de 18 anos, informações como as fornecidas pela Agehab durante a jornada são importantes para situar os alunos sobre o que os espera no mercado de trabalho. Pelos dados ao qual teve acesso, ele se animou. “Muita gente na faculdade tem dificuldade em relacionar teoria e prática. Isso foi animador”, diz o estudante, que se interessou principalmente pelos empreendimentos de construção em parcerias com movimentos sociais na zona rural, a exemplo do Movimento Camponês Popular (MCP) e Movimento dos Trabalhadores Sem Terra.

 

O presidente da Solidez Empresa Júnior de Engenharia da PUC, Mariel Rodolfo Caetano, também acadêmico do curso da universidade, afirmou que os participantes da jornada se interessaram por alguma das técnicas de trabalho empregadas pela Agência. Ele cita o exemplo do Residencial Real Conquista, onde está instalada a Fábrica de Casas pelo sistema batizado de Jet Casa, com paredes de tijolo pré-moldadas. O convite à Agehab para participar do evento foi feita pela Solidez Empresa Júnior de Engenharia da PUC, que organizou a jornada, e o Centro Acadêmico de Engenharia Civil da universidade.

 

 

 

DIÁRIO DO NORTE

 

http://www.jornaldiariodonorte.com.br/detalhes-impresso.php?tipo=988&cod=10018

 

Atualizado em 31/05/2013 às 15:18

 

Cheques Mais Moradia são entregues

 

Após resolver problemas com prestação de contas da gestão anterior, prefeita Solange retoma projetos para ajudar habitação

 

A prefeita de Uruaçu, Solange Bertulino, entregou na tarde de sexta-feira (24) a 2ª parcela do cheque Mais Moradia a 25 beneficiários, de um total de 50. Essa ação só foi possível graças a esforços da Prefeitura de Uruaçu, através da Secretaria de Promoção Social, por meio do Departamento de Habitação.

 

Para viabilizar a entrega dos cheques, a secretária Ana Maria e a servidora do departamento Roseli Rocha, se empenharam no contato com a Agência Goiana de Habitação (Agehab), quando foram informadas que há mais de dois anos a primeira parcela havia sido paga, no entanto, não houve a prestação de contas o que impedia o município de receber as demais parcelas.

 

Assim que foi informada dessa situação, a prefeita Solange imediatamente solicitou que todas as providências fossem tomadas, para regularizar, organizar e corrigir todas as falhas, para resgatar esse benefício que estava praticamente perdido por questões técnicas e documentárias, e ainda anunciou que os outros 25 cheques restantes estão em fase de conclusão e em breve serão entregues.

 

Para o diretor de Desenvolvimento Institucional e Cooperação Técnica da Agehab, Luciano Alves Pereira, que também esteve presente na entrega dos cheques, esse pagamento só foi possível graças à parceria firmada com a prefeitura, onde os esforços e trabalho para eliminar essas pendências, foram feitos em tempo hábil, garantindo que o benefício não fosse perdido. Na oportunidade Luciano Alves reforçou o compromisso do presidente da Agehab, Marcos Abrão, firmado com a prefeita Solange, em um dos contatos realizados por ela junto à Agehab, em ajudar Uruaçu a minimizar e, se possível, suprimir o grande déficit habitacional existente no município.

 

 

 

PORTAL DA PREFEITURA DE URUAÇU

 

http://www.uruacu.go.gov.br/page.php?pg=noticia&id=34

 

31/05/2013 09:52:58

 

Prefeita Solange entrega 2ª parcela do Cheque Mais Moradia

 

Essa realização só foi possível graças a esforços do governo de Uruaçu através da Secretaria de Promoção Social por meio do departamento de habitação

 

A Prefeita Solange Bertulino, entregou na tarde do dia 24 (sexta-feira) a 2ª parcela do cheque mais moradia a 25 beneficiários, de um total de 50 e posteriormente fará a entrega dos demais.

 

Essa realização só foi possível graças a esforços do governo de Uruaçu através da Secretaria de Promoção Social por meio do departamento de habitação, onde a secretária Ana Maria e a servidora do departamento Roseli Rocha, se empenharam fazendo o contato com a Agehab ( Agencia Goiânia de Habitação) onde foi informado que há mais de 2 anos a primeira parcela havia sido paga e não houve a prestação de contas o que impedia o município de receber as demais parcelas.

 

Assim que foi informada dessa situação, a Prefeita Solange imediatamente solicitou que todas as providências fossem tomadas, para regularizar, organizar e corrigir todas as falhas, a afim de resgatar esse benefício que estava praticamente perdido por questões técnicas e documentárias, e ainda anunciou que os outros 25 cheques restantes estão em fase de conclusão do processo de regularização e logo serão entregues.

 

Para o diretor de Desenvolvimento Institucional e Cooperação Técnica da Agehab, Luciano Alves Pereira, que também esteve presente na entrega dos cheques, esse pagamento só foi possível graças à parceria firmada com a prefeitura, onde os esforços e trabalho para eliminar essas pendências, foram feitos em tempo hábil, garantindo o benefício não fosse perdido. Na oportunidade Luciano Alves reforçou o compromisso do presidente da Agehab Marcos Abrão firmado com a prefeita Solange, em um dos contatos realizados por ela junto a Agehab, em ajudar Uruaçu a minimizar e se possível suprimir o grande déficit habitacional existente no município.

 

 

 

DIÁRIO DA MANHÃ

 

OPINIÃO PÚBLICA

 

Política habitacional: o compromisso de mudar a vida de milhares de famílias

 

Antonio Gomide

 

Da série de parcerias que estabelecemos com o governo federal desde a chegada ao Gabinete Municipal de Anápolis, estabelecemos algumas prioridades, de acordo com as demandas identificadas em nosso planejamento para a gestão. Nestes estudos e em contato com segmentos organizados e, sobretudo, organizações sociais e lideranças comunitárias, percebemos que uma das principais carências da cidade era no setor habitacional. A criação de uma política ativa de geração de moradias populares estava estagnada há vários anos e inexistia dentro dos parâmetros de trabalho da municipalidade.

 

Era, portanto, urgente que criássemos uma rotina de busca de parcerias para tornar o sistema de construção e entrega de casa populares ativo e capaz de atender à demanda. Fizemos um compromisso bastante transparente e realista de criar cinco mil novas moradias em quatro anos. Para tanto, buscamos a parceria com o governo federal e as políticas habitacionais iniciadas pelo governo Lula que coubessem a Anápolis. O resultado, hoje, é a mudança de vida de milhares de famílias que puderam sair do aluguel e reincrementar sua renda com outras prioridades.

 

Na última semana entregamos no Residencial Nova Aliança mais uma rodada de novas moradias. Neste evento, pudemos pessoalmente realizar a entrega de 196 casas populares, criadas a partir do programa “Minha Casa, Minha Vida”, do governo Dilma e, assim, darmos mais um passo rumo à consolidação desta política habitacional que deixa o discurso e vai à campo para realizar e concretizar sonhos. Até o momento, já entregamos mais de cinco mil e quinhentas casas e temos 7,5 mil contratos assinados com a Caixa Econômica Federal. Este número, desde ontem, aumenta ainda mais: assinaremos mais um contrato de 580 moradias populares, totalizando assim uma marca que ultrapassa a casa das oito mil residências a serem ocupadas por famílias anapolinas.

 

Esta iniciativa tem uma proposta de forte apelo social: estamos abrigando famílias com dignidade e segurança, retirando-as de condições adversas, áreas de risco e até mesmo de invasões ou locais impróprios para qualquer cidadão habitar. Permitimos, ainda, que estas famílias reorganizem suas rendas. Assim como fizemos quando começamos a distribuir material escolar em um kit especial, permitindo que o dinheiro antes gasto com o material pudesse ser empregado em outros compromissos, o dinheiro destinado antes para o aluguel agora pode ser reinvestido na qualidade de vida da família. Se antes, havia um compromisso mensal cujo valor jamais retornava à família, agora esta mesma verba pode gerar lazer, ser usada para aquisição de outros bens e gerar conforto e qualidade de vida a todos.

 

E é neste quesito que apostamos na política habitacional como uma política de gestão econômica. Para além do suporte social, com a liberação do orçamento que antes ia ao aluguel, o dinheiro é realocado para o comércio varejista da cidade. Ganham, portanto, não somente as famílias, mas também os comerciantes que passam a atender uma sociedade com maior poder de compra. O dinheiro que ia para o aluguel vai para a compra de um eletrodoméstico, de um veículo, de novos vestuários. Assim, o giro da economia aquece todo o sistema, afinal, até o momento são mais de 5,5 mil famílias podendo realizar o sonho da casa própria e se tornando consumidores mais argutos.

 

Como lição para nós e para o estabelecimento de novos parâmetros de gestão em Anápolis no futuro fica a certeza de que o empenho pela busca de parcerias nunca é em vão. E que é possível deixar o gabinete e o conforto dos escritórios e sair a campo para mudar a vida das pessoas, gerar segurança, dignidade e qualidade de vida. Nosso compromisso, mesmo que superado, ainda estará no encalço da demanda de uma cidade em expansão constante como Anápolis, mas cremos ter dado o pontapé inicial para sempre podermos expandir as políticas sociais a fim de dar cobertura a quem precisa da orientação e auxílio do poder público.

 

(Antonio Gomide; prefeito– Anápolis)

 

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo