CLIPPING 12 DE ABRIL DE 2013


 

CLIPPING 12 DE ABRIL DE 2013

 

 

 

BLOG MARCONI PERILLO

 

 

 

http://www.marconiperillo.com/equipe/camponeses-de-fazenda-nova-assinam-contrato-com-a-agehab/

 

 

 

11 de abril de 2013

 

 

 

Camponeses de Fazenda Nova assinam contrato com a Agehab

 

 

 

Moradores da zona rural de Fazenda Nova assinam às 9 horas desta quinta-feira, dia 11, com a Agência Goiana de Habitação, contratos para reformar suas moradias. Serão beneficiados com o Cheque Mais Moradia, modalidade Reforma, 194 camponeses. O investimento total do Governo de Goiás é de R$ 412 mil. Os programas habitacionais direcionados para a área rural visam fixar o homem no campo e promover a melhoria da qualidade de vida das famílias, explica o presidente da Agehab, Marcos Abrão Roriz.

 

 

 

 

 

 

 

SITE OLOARES FERREIRA

 

 

 

http://www.oloaresferreira.com.br/?ir=noticias2&id=383&subcategoria=Goi%E2nia

 

 

 

Famílias de Fazenda Nova serão contempladas com Cheque Reforma

 

 

 

Moradores da zona rural de Fazenda Nova terão a oportunidade de renovar suas moradias graças à assinatura de contrato entre a Agência Goiana de Habitação (Agehab) e as famílias beneficiadas nesta quinta-feira (11/04), às 9 horas, no Salão Paroquial da Igreja Matriz de Fazenda Nova. Serão 194 camponeses beneficiados com o Cheque Mais Moradia modalidade Reforma. O investimento total do Governo de Goiás é de R$ 412 mil.

 

 

 

Segundo o presidente da Agehab, Marcos Abrão Roriz, os programas habitacionais direcionados para a área rural visam fixar o homem no campo e promover a melhoria da qualidade de vida das famílias. Ele destaca que o Governo de Goiás está executando um dos melhores programas de moradia rural do País, premiado pelo Melhores Práticas de Gestão Local da Caixa. “O governador Marconi Perillo traçou uma meta para construção de mais de 50 mil unidades habitacionais até 2014. Já contratamos 12 mil unidades habitacionais, estamos com 7 mil iniciadas e 32 mil unidades em processo de contratação. A partir deste mês estamos abrindo novas canteiros de obras e 2013 será um ano com muitas inaugurações e entrega de casas nos municípios”, salienta o presidente da Agehab.

 

 

 

 

 

 

 

JORNAL PODERES

 

 

 

Agehab abre parceria com municípios para construção de casas

 

 

 

Referência para outros estados em moradia de interesse social, o Estado de Goiás vivencia um dos melhores momentos de sua história na área de habitação, fruto de uma política arrojada para o setor empreendida pelo Governo Marconi Perillo por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab). Comandada pelo economista Marcos Abrão Roriz, a Agehab tornou-se ao longo dos últimos dois anos uma das empresas mais ágeis da administração estadual. Completamente reestruturada, tem se colocado ao lado dos prefeitos para a execução do maior programa habitacional da história de Goiás, com a meta de construir 50 mil unidades habitacionais nos 246 municípios goianos.

 

 

 

O presidente da Agehab, Marcos Abrão Roriz, conta que o Cheque Moradia, hoje transformado em Programa Cheque Mais Moradia está promovendo uma revolução na habitação de interesse social em Goiás. “Mudamos a forma de trabalhar na Agehab. Cada cheque emitido tem hoje a segurança de que ao final haverá uma casa construída e entregue ao beneficiário. O primeiro passo foi mudar a Lei do Cheque Moradia para permitir que ele fosse oferecido como contrapartida do Estado em todos os programas federais. Consolidamos uma ampla rede de parceria, com a Caixa, as prefeituras e entidades para assegurar a construção das casas em todo o Estado. As prefeituras doam as áreas regualrizadas e a Agehab viabiliza o convênio com o governo federal para melhor atender às demandas dos municípios”, explica Marcos Abrão Roriz.

 

 

 

Segundo ele, até julho próximo a Agehab deverá bater a meta traçada pelo governador Marconi Perillo de contratação para construção de 50 mil unidades habitacionais até 2014. Marcos Abrão ressalta que já foram contratadas 12 mil unidades habitacionais e iniciada a construção de 7 mil casas. Outras 32 mil unidades estão em fase final de contratação. “Até agora, apenas 55 municípios ainda não têm parceria com a Agehab para construção de casas. Continuamos chamando os prefeitos para celebrar parceria com o Estado. Temos vários programas em andamento e uma equipe técnica qualificada para auxiliar os municípios a consolidar as suas propostas. Basta apresentar áreas regularizadas para firmar a parceria. Pedimos o empenho dos prefeitos e dos secretários de habitação”, salienta Marcos Abrão Roriz.

 

 

 

Já foram entregues pelo Estado mais de 2 mil unidades habitacionais. “A partir deste mês serão iniciados novos canteiros de obras e o calendário de inaugurações será intenso nos municípios neste ano de 2013”, diz o presidente da Agehab, ressaltando que as parcerias estão fortes e atuantes com o Ministério das Cidades, Caixa, entidades e prefeituras.

 

 

 

Famílias comemoram conquista da moradia

 

 

 

Exemplo da experiência de sucesso da Agehab na consolidação de novas parcerias está a firmada com a Caixa/FGTS, operações coletivas para imóvel na planta. Inspirado no modelo do Paraná, esta parceria tem rendido ao Estado reconhecimento nacional. Na primeira etapa já estão sendo beneficiados 55 municípios com a construção de mais de 4 mil unidades habitacionais. Nesta modalidade, o Estado, por meio da Agehab, destina R$ 20 mil em Cheque Mais Moradia por unidade para a construção das casas, a Caixa/FGTS banca R$ 9 mil, a prefeitura doa o terreno regularizado e a família arca com um financiamento de R$ 10 mil, com prestações que variam de R$ 80 a 100,00.

 

 

 

Este é o caso de Silvânia, um dos municípios beneficiados, em que as famílias assinam amanhã os Cheques Mais Moradia para a construção de suas casas. O auxiliar de serviços gerais Robson Moreira Gomes, 36 anos, vai deixar um aluguel de R$ 200 para pagar a parcela da casa própria por menos da metade do valor. “Eu não teria condições de construir no momento, então estou muito feliz por ser um dos contemplados”. Ele vai morar na casa com a esposa Daniela Pereira Gomes, 28 anos, e o filho de oito anos.

 

 

 

Para acomodar melhor a família, pretende fazer logo uma boa ampliação e levantar os muros. Segundo Robson, o setor Maria de Lourdes Bittencourt, onde será construído o conjunto habitacional, já conta com asfalto, rede de esgoto, água, energia e até calçada pronta. “A localização é muito boa e tenho certeza de que seremos bem felizes lá”. Para ser beneficiada nesta modalidade, a família precisa ter renda máxima de R$ 1,6 mil. De acordo com o presidente da Agehab, esta é a faixa salarial onde se encontra a maior parte do déficit habitacional do Estado. “O trabalho da Agehab está todo voltado para levar moradia para essas famílias que mais precisam”, conclui Marcos Abrão Roriz.

 

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo