Famílias de Ipameri recebem novas moradias


 

A pequena Emily Vitória Batista Cinci, de apenas 1 mês de vida, mal chegou ao mundo e, mesmo ainda sem entender, presenciou a realização de um sonho. Segunda filha da dona de casa Camila Batista da Silva, 22 anos, que também é mãe de João Gabriel Batista, de 4, Emily é a mais nova componente de uma das 69 famílias que receberam suas casas em Ipameri, a cerca de 200 quilômetros de Goiânia, nesta segunda-feira (26/09). A solenidade de entrega foi realizada no Residencial Enedina Oliveira e Silva II, onde as moradias foram construídas, com as presenças do governador em exercício José Eliton e do presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Luiz Stival.

“Quero mudar logo, não ficar nem um minuto a mais pagando aluguel”, diz Camila, que é mãe solteira e hoje conta com o apoio da família para cuidar dos dois filhos. Ela vai deixar para trás um aluguel de 350 reais. Ainda se recuperando da cirurgia cesariana pela qual nasceu a filha, Camila fez questão de ir pessoalmente receber os documentos e as chaves da nova moradia. “Imagino que toda mãe, como eu, pensa nos filhos quando recebe sua moradia”, confidencia.

A empregada doméstica Luzeli Luzia da Silva Rodrigues, 37, concorda com Camila. Ela também enfrenta batalhas diárias em prol do filhos. Recém-divorciada, ela vai morar com a filha mais nova, Sarah Cristina, de 17, na casa que ela também receberam nesta segunda-feira em Ipameri. “Os outros filhos já não moram mais comigo, mas a mãe está sempre preocupada com o futuro deles”, diz ela, lembrando que todos eles terão um endereço fixo para onde voltar, se precisarem.

Antes de se mudar, Luzeli disse que fazia questão de realizar uma celebração religiosa em casa antes de entrar de vez para casa. “Vai ser hoje (segunda-feira) à noite mesmo, porque quero me mudar imediatamente”, adiantou ela, que está deixando um aluguel de 400 reais. Depois que ela se separou e assumiu o compromisso financeiro sozinha, o dinheiro estava fazendo falta no salário mínimo que recebe. “Agora só pagarei a prestação de 120 reais da Caixa e para uma casa que será minha”, lembra, citando a parcela da casa financiada pelo banco federal.

Parceria

O empreendimento em Ipameri é fruto de parceria entre o Governo de Goiás, por meio da Agehab, e a Caixa Econômica Federal/FGTS Imóvel na Planta.  A obra tem investimento de R$ 1,4 milhão em Cheque Mais Moradia, recurso estadual, e R$ 621 mil do governo federal. Pela parcela federal, uma parte é financiada pela Caixa diretamente com o próprio beneficiário. “Dá gosto de pagar por uma coisa que é sua. Isso aqui me dá uma felicidade sem tamanho”, comemora a dona de casa Marlene Cristina Santos Alves, 41 anos.

 Com filhos criados, Marlene terá na moradia recebida nesta segunda-feira a oportunidade de começar uma nova fase de sua vida. É que, depois do fim do primeiro casamento, ela se casou há cerca de dois anos com o mestre de obras Walter Euclides Alves, 54 anos, que também vai morar na casa, que coincidentemente ele ajudou a construir. “Já trabalhei em muitas obras e posso dizer que construir um conjunto habitacional onde a gente vai morar é diferente”, diz Walter, que ficou responsável, entre o casal, de acompanhar praticamente toda a obra.

A ação de entrega em Ipameri faz parte do cumprimento das metas do programa Goiás Mais Competitivo. “Esse programa mostra que estamos avançando ainda mais no Estado na habitação. São mais de 60 mil casas a serem entregues, que mostram que Goiás está superando a crise atual do Brasil antes de outros Estados”, afirmou o governador em exercício José Eliton, durante a inauguração. Para o presidente da Agehab, Luiz Stival, o fato de o Governo de Goiás nunca ter deixando de investir em habitação de interesse social nos últimos anos comprova o compromisso do Estado com a área social. “É um esforço de cumprir a determinação e o objetivo do governador Marconi Perillo para a área”, ressaltou o gestor.

Mais benefícios

Somente no município de Ipameri, lembra Stival, foram garantidos vários convênios, além da construção de novas moradias. Um deles, por exemplo, foi destinado à construção de quatro praças, duas já iniciadas, com investimento total de R$ 240 milhões. Com o programa Casa Legal, o Governo de Goiás entregou escrituras registradas em cartório, gratuitamente, para 105 famílias moradoras do bairro Romeu de Carvalho.

Com os programas Cheque Mais Moradia e Casa Legal – Sua Escritura na Mão, a Agehab atende cerca de 900 famílias em Ipameri com construção e reforma habitacional e também escrituras de imóveis. O investimento do Governo de Goiás na área de construção e reforma de moradias e equipamentos comunitários no município é de R$ 4 milhões.  Já foram beneficiadas mais de 500 famílias com reformas habitacionais, ultrapassando os R$ 1,5 milhão de investimento. O convênio está em andamento para atender outras 150 famílias, integralizando investimento de aproximadamente R$ 2 milhões.

Com 22 municípios, a região Sudeste de Goiás, onde está Ipameri, recebe  desde 2011 investimentos na área habitacional que já superam os R$ 70 milhões, destinados à construção e reforma de moradias precárias, dos quais R$ 50 milhões do Governo de Goiás, por meio da Agehab. São recursos do Cheque Mais Moradia, aportados em todas as parcerias efetuadas pela Agência para atendimento a famílias de interesse social. São cerca de 8 mil famílias beneficiadas com a casa própria e melhoria habitacional na região. Para construção de moradias – entregues e em execução –, o Estado investe R$ 50 milhões. Foram entregues quase 700 unidades habitacionais e reformadas nesses municípios 2,8 mil moradias

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo