Famílias de Nova Veneza comemoram conquista de 101 moradias construídas pela parceria Governo de Goiás e Caixa

O servente de pedreiro Cristiano Alves, 32 anos, nunca imaginou que uma das moradias do Residencial Viva La Vida, em Nova Veneza, região Metropolitana, um dia seria sua. Ele trabalhou na obra desde seu início, ainda na terraplanagem. “Quando me falaram para fazer a inscrição, eu nem dei muita bola. Fiz só por fazer, porque uma casa tão bonita, tão bem-feita – isso eu mesmo posso atestar – jamais poderia ser minha. Quando saiu, eu nem acreditei”, confessou nesta sexta-feira (28/2), durante a entrega das 101 moradias do residencial, resultado de parceria entre o Governo de Goiás e a Caixa Econômica Federal. Durante a solenidade de entrega das chaves, o governador Ronaldo Caiado, que cumpria outra agenda no município, foi representado pelo secretário Geral da Governadoria, Fábio Cammarota.  A solenidade de entrega contou com as presenças do presidente da Agehab,  Eurípedes do Carmo,  diretores da agência e autoridades do município de Nova Veneza e região.

“Amanhã mesmo já quero estar lá dentro! Eu moro de aluguel em uma casa cheia de goteiras e com muitos problemas de fiação elétrica. A gente vive no escuro. A nova casa é tudo que eu e minha esposa sempre sonhamos”, completou Cristiano, ao lado da diarista Rejane Lima Soares, 42 anos. Ele afirma que o incentivo do Governo de Goiás, no valor de R$ 15 mil por unidade habitacional, foi fundamental para garantir a realização desse sonho. “Não teria condições de pagar a entrada do imóvel sem essa ajuda”, acrescenta.

Ao falar às famílias durante a entrega do residencial, o secretário Fábio Cammarota afirmou que representava na solenidade não só a figura do governador, mas um espírito de governo que se materializa no que é mais importante: “O atendimento ao social, aos que mais necessitam”. Para ele, esse projeto de Estado vai além do interesse político e partidário.  “Isso aqui é o começo de uma vida que ainda pode melhorar muito. É o atendimento à necessidade do cidadão”, enfatizou.

 

 

O residencial

O investimento do Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), na construção do residencial foi de R$ 1,5 milhão. Em parceria com a Caixa Econômica Federal e a construtora EB Empreendimentos, o valor total da obra foi de R$ 10,8 milhões. As casas contam com 53 m2 de área construída, composta por dois quartos, sala, banheiro, cozinha, área de serviço e garagem. E já são entregues muradas, com portão e gramado, em bairro com toda infraestrutura, como asfalto e iluminação pública. Tudo isso encantou a gari Rosimari Manso, 49 anos. Ela mora de favor em barracão de dois cômodos nos fundos da Secretaria Municipal de Saúde de Nova Veneza. Com o marido doente sem poder trabalhar, ela não tinha expectativa de conseguir tão cedo a casa própria. Mas ela chegou, para alegria da gari, que tem dois filhos.

Quem também não conteve a emoção foi a empregada doméstica Margarida Iracema Gomes. Aos 61 anos de idade, ela conquistou a primeira moradia. Está saindo do aluguel de R$ 600 para pagar prestações habitacionais fixas no valor de R$ 425. Por causa da idade, seu financiamento é liberado com menor prazo, o que acaba elevando as prestações. Mas nesse caso, ela contou com a ajuda do subsídio dos governos estadual, federal e também pôde usar o próprio FGTS, liberando a entrada e baixando o valor das parcelas. “Estou ansiosa para ver como é morar em uma casa minha, porque isso nunca aconteceu. Agora mesmo, vou me mudar e deixar para trás as plantas lindas que cultivei no quintal. No aluguel, nada é seu de verdade”, contou, concluindo que nesta vida a gente tem que acreditar que um dia vai dar certo.

De acordo com o presidente da Agehab, Eurípedes do Carmo, esse modelo de parceria implantado pelo Governo de Goiás cria as condições necessárias para que as famílias com renda de até três salários mínimos tenham acesso à casa própria.  “Temos a determinação do governador Ronaldo Caiado de atender quem mais precisa, as famílias mais carentes. E já estamos vivenciando a transformação no Governo do Estado, de credibilidade, seriedade e também competência. Foram muitos problemas assumidos, mas que já foram equacionados para que o Estado siga avançando”, afirmou Eurípedes do Carmo. Segundo ele, está prevista para este ano a entrega de 4 mil moradias.  Em outra frente de ação, a regularização fundiária de interesse social, serão 14 mil famílias beneficiadas. 

O presidente da Agehab lembrou que as inscrições para prefeituras interessadas em convênios com o Governo de Goiás para construção e reforma de moradias e equipamentos comunitários estão abertas. Segundo Eurípedes do Carmo, está sendo viabilizada a construção de 2 mil unidades habitacionais com esses convênios para quem não tem condições de pagar prestações. “Essa é uma preocupação do governador, atender famílias de baixa renda que não têm como arcar com financiamento. Minha primeira moradia foi da antiga Cohab. Foi a partir dali que construí minha vida. Ter um lar para abrigar a família é a conquista mais importante da história de qualquer pessoa”, salientou Eurípedes do Carmo.

A secretária Denyze Ferreira, 28 anos, e o marmorista Lucas Cardoso, 25, estão saindo do aluguel de R$ 450 para pagar prestação habitacional de R$ 350. Outras vezes já tentaram adquirir a moradia, mas sempre esbarravam na necessidade de uma entrada muito alta, de cerca de R$ 25 mil. Agora conseguiram realizar o sonho. “A casa é sensacional! Tudo muito lindo. Meus filhos já fazem planos de pintar a parede do quarto da cor que quiserem. Quando a gente mora de aluguel, não tem essa opção”, relatou Denize.

 

Entrega em Bonfinópolis

Neste sábado (29/2), será a vez de Bonfinópolis, também na região Metropolitana, que vai receber mais 34 unidades habitacionais do Residencial Campo Belo, às 10h30, com presença do governador Ronaldo Caiado. O Residencial foi construído pela parceria Governo de Goiás, por meio da Agehab, e governo federal/Caixa e prefeitura. No ano passado, foram entregues pelo Governo de Goiás 74 moradias no mesmo residencial. Serão beneficiadas ao todo 140 famílias em Bonfinópolis. A última etapa, com 32 moradias, tem entrega prevista para este ano ainda.

Também será entregue à comunidade de Bonfinópolis uma sala de velório, no valor de R$ 157,5 mil, construída por meio de parceria da Agehab com a prefeitura, com contrapartida de R$ 80 mil de recursos do Governo de Goiás destinados a equipamentos comunitários.

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo