Agehab e Caixa intensificam trabalho para agilizar construção de moradias

Com a meta de sanar pendências de convênios e contratos ameaçados de perda de recursos federais, o presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Eurípedes do Carmo, realizou ontem (12/3) reuniões com vários setores da Caixa Econômica Federal. A determinação do governador Ronaldo Caiado, de acordo Eurípedes do Carmo, é para que todos os processos sejam destravados para agilizar a conclusão de obras e início de construção das moradias já contratadas. “Estamos fazendo uma força-tarefa para rever convênios e contratos com problemas. Se for preciso, iremos até o Ministério de Desenvolvimento Regional para garantir os recursos para obras de construção de moradias e equipamentos públicos, tão necessárias à comunidade, como é o caso do bairro Madre Germana, na Capital”, explicou Eurípedes do Carmo, que visitou a área do bairro destinada à obras na semana passada.
Uma das reuniões foi com a equipe da Caixa que cuida do convênio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-II), celebrado em 2011 para atender o bairro Madre Germana II, com destinação de mais de R$ 15 milhões para construção de galerias pluviais, uma escola de ensino fundamental (até o 9º ano) para 360 alunos, um Centro de Educação Infantil, com capacidade para atender 120 crianças em período integral, e praças. Apesar do dinheiro disponível, construtora licitada e com ordem de serviço, as obras não foram iniciadas. “Estamos iniciando um modelo de gestão diferente, notificando as construtoras para cumprir os contratos e acompanhando a execução das obras de perto. É inconcebível situações como as verificadas, correndo-se o risco de cancelamentos de convênios e devolução de recursos por falta de gestão adequada”, salientou o presidente da Agehab.
Em outra reunião, com a equipe da Superintendência da Regional Sul da Caixa, foram discutidos os convênios de parceria entre o governo federal e o Governo de Goiás, por meio da Agehab, para construção de moradias nos municípios de Goiânia e Aparecida de Goiânia. Segundo Eurípedes do Carmo, essa revisão é fundamental para que se tenha a dimensão real da situação dos convênios: “Essa tratativa direta com as equipes da Caixa é muito importante para darmos transparência aos processos e agilizar os canteiros de obras, numa atuação conjunta, conforme tem cobrado o governador. Nossa meta é apresentar resultado rápido para a população”.

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo