Governo de Goiás e União viabilizam parceria para disponibilizar áreas para moradias

A Superintendência de Patrimônio da União em Goiás (SPU-GO) e a Agência Goiana de Habitação (Agehab) levaram hoje à Caixa Econômica Federal proposta de cooperação técnica entre as três instâncias para viabilizar áreas federais para construção de moradias de interesse social. Os representantes da Agehab e da SPU foram recebidos pelo gerente de Habitação, Flávio Valente, que considerou a proposta viável, em sintonia com interesses da Caixa de se viabilizar áreas centrais e com infraestrutura para empreendimentos habitacionais.

A intenção da SPU-GO é que a Agehab assuma a regularização fundiária das áreas da União e, em contrapartida, esses terrenos seriam colocados à disposição para construção de moradias, em parceria com o governo federal e o Governo de Goiás. Participaram da reunião na Caixa o superintendente da SPU, Humberto Peixoto, e os gerentes da Agehab, Fabiana Perini e Ernesto Tedesco.

O presidente da Agehab, Eurípedes do Carmo, já manifestou o interesse do Governo de Goiás na parceria. As equipes dos três órgãos vão trabalhar agora na formatação do convênio para essa cooperação técnica. Segundo Eurípedes do Carmo, a liberação dessas áreas para construção de moradias ajuda a resolver um dos grandes entraves para os projetos de moradia popular. “A maioria dos municípios não tem áreas regularizadas e adequadas. O preço dos terrenos é muito alto, o que inviabiliza os empreendimentos”, assinala o presidente. Na foto, Eurípedes do Carmo está ao lado da superintendente da SPU, em visita à Agehab.

 

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo