Governo de Goiás realiza topografia e sondagem de terrenos para construção de moradias sociais

Ordens de serviços para execução de serviços que antecedem construção de 400 moradias em 12 municípios foram expedidas pela Agehab. Construção de unidades habitacionais deve começar em agosto

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), expediu ordens de serviço para execução de serviços de topografia e preparação de laudos de sondagem e percolação do solo em terrenos onde serão construídas 400 unidades habitacionais do Programa Goiás Social em 12 municípios. A etapa antecede o trabalho de preparação do terreno e construção das moradias. A previsão da Agehab é de iniciar a construção das unidades habitacionais já em agosto. 

Um total de oito ordens de serviços foram emitidas para oito empresas iniciarem os serviços nos terrenos que receberão as moradias do Goiás Social, coordenado pelo Gabinete de Políticas Sociais (GPS). As empresas foram credenciadas e selecionadas pela Agência, em chamamento público aberto em junho deste ano. 

Inicialmente, serão beneficiados os municípios de Santo Antônio do Descoberto, Alvorada do Norte (Ride), Buritinópolis (Nordeste Goiano), Ivolândia, Piranhas, São João da Paraúna (Oeste), Chapadão do Céu (Sudoeste), São Miguel do Passa Quatro, Nova Aurora (Sudeste), Damolândia (Centro), Itaguaru e Aruanã (Noroeste). A Agehab está preparando documentação de outros 12 municípios para iniciar laudos, ensaios e levantamentos que vão subsidiar a construção das casas.

A meta do Goiás Social é construir 4.450 unidades habitacionais sem custo para as famílias beneficiadas. O valor das moradias é bancado integralmente pelo Governo de Goiás, com investimento previsto de R$ 395 milhões. Os terrenos são doados pelas prefeituras. 

O projeto piloto está sendo executado em Paraúna, onde já estão em fase final de construção 50 moradias do Residencial Dona Mulata. Nesta semana, foi realizado pela Agehab o sorteio das famílias inscritas de Paraúna. As moradias, lançadas em abril pelo governador Ronaldo Caiado, já devem ser entregues no próximo mês. “A celeridade das obras é uma determinação do governador, assim como a seriedade e a transparência na seleção das famílias. Na gestão do Caiado, a moradia vai chegar para quem mais precisa, com justas condições de participação a todos que se enquadram nos requisitos do edital”, destaca o presidente da Agehab, Lucas Fernandes.

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo