Investimento do Governo de Goiás na Região Metropolitana é de R$ 1 bilhão e 200 milhões

Sérgio Willian

 

Na Região Metropolitana de Goiânia, a atuação do Governo Estadual, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), está transformando o sonho da casa própria em realidade para famílias com renda de até três salários mínimos. Este fim de ano será diferente para a aposentada Geralda Lourdes das Dores, 78 anos, e a família composta pela filha, a costureira Patrícia Francisco Pinto, 39 anos, e mais sete netos entre 2 e 15 anos. Ela recebeu no início de dezembro uma das 450 moradias construídas no mais novo bairro habitado de Goiânia, o Residencial João Paulo II. Construído com recursos estaduais do Cheque Mais Moradia, da Caixa/FGTS e o Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS), o residencial foi assumido pela Agehab em 2012, após anos de tentativa sem sucesso da cooperativa de moradores para concluir as obras.

“Trabalhei muito aqui. Mas nunca desisti. Agora chegou o momento de ter a recompensa: uma casa para chamar de minha!”, disse Geralda. Com os netos correndo e brincando nos arredores da casa, ela resumiu o sentimento: “Não tem nem como colocar em palavras a felicidade que estou sentindo.” De acordo com o presidente da Agehab, Marcos Abrão Roriz, o mesmo esforço para concluir as primeiras moradias já está empenhado para a construção das 234 outras casas do segundo módulo, totalizando 684 unidades.

Em toda a região Metropolitana, o investimento em construção e reforma de moradias e equipamentos comunitários é de R$ 1 bilhão e 200 millhões. São 16 os municípios atendidos, o que representa 80% do total, com um total de 33.204 unidades entre construção e reforma de moradias e equipamentos sociais. O governador Marconi Perillo determinou que os benefícios habitacionais cheguem às 246 cidades goianas, o que está sendo cumprido à risca pela Agehab. “Promovemos seminários e estimulamos as prefeituras a buscarem recursos estaduais e federais, independente de cor partidária. Garantimos contrapartida do Cheque Mais Moradia em todos os empreendimentos federais, o que aumenta a qualidade e acessibilidade dos empreendimentos”, afirmou.

O governador Marconi Perillo também assinou ordem de liberação de 1.000 Cheques Mais Moradia modalidade Reforma para famílias da Região Norte de Goiânia, nos arredores do João Paulo II. Na Região Metropolitana, 9.799 famílias estão recebendo o recurso no valor de R$ 3 mil cada para investir em melhorias na habitação.

Real Conquista concluído

A dona de casa Antônia Zeferina Lopes, 55 anos, sabe de cor a data de sua mudança para o Residencial Real Conquista: 19 de março de 2007. Desde então, fez poucas alterações na estrutura da casa por falta de recursos. O aniversário de Goiânia, 24 de outubro de 2013, será mais uma data para guardar na memória, pois foi neste dia que ela recebeu o Cheque Mais Moradia modalidade Melhoria do Governo de Goiás, por meio da Agehab. “Vou construir o muro da frente e do fundo, quero colocar uma rede para deitar e aproveitar sossegada a sombra das árvores que plantei no quinta”, revelou.

Ao todo, 2 mil famílias moradoras do Real Conquista receberam recursos no valor de R$ 3 mil cada para promover benfeitorias no imóvel construído pela Agehab como um marco para a finalização do residencial, com 2,4 mil moradias. “É uma satisfação entregar o Residencial. Lembro-me quando visitei a área pela primeira vez. Queria uma boa localização, em área alta, onde construiríamos também ruas e equipamentos sociais. Na verdade, não criamos um bairro, mas uma nova cidade chamada Real Conquista, com população de 12 mil pessoas”, afirmou Marconi Perillo no evento de conclusão do conjunto habitacional.

O presidente da Agehab ressaltou que entregou o Real Conquista e já deu início a outro empreendimento, lançado pelo Governo de Goiás no Vera Cruz. “Serão construídos 5 mil apartamentos. É o maior empreendimento habitacional do Estado”. Marcos Abrão também afirmou que será lançado o Zilda Arns, na área hoje conhecida como Grajaú.

Segurança da escritura

O Governo de Goiás, por meio da Agehab, atua com o programa Casa Legal – Sua Escritura na Mão para regularizar e escriturar as moradias de quase 15 mil famílias em 13 bairros da Região Noroeste de Goiânia: Vila Mutirão I, II e III, Jardim Curitiba I, II, III e IV, São Carlos, Vitória, Jardim Primavera, Boa Vista, Floresta e São Domingos.  Até o final de 2013, serão 5,5 mil escrituras registradas em cartório entregues na região Noroeste de Goiânia.

Na casa da aposentada Maria Aparecida Gomes, de 58 anos, a vida ganhou novas cores com a regularização. Ela e o marido, Valdemar Fernando Bispo, de 76 anos, receberam a escritura de sua casa depois de 18 anos de espera. Dona Maria Aparecida sabe bem o que é sofrer com a incerteza de não ter a escritura da sua casa. Mas neste ano ela também conheceu o sentimento único de morar dentro daquilo que é legalmente dela. “Só quem passou por isso sabe explicar o que a gente sente”.

Com a escritura que recebeu do Governo do Estado, pela primeira vez conseguiu empréstimo no banco para fazer uma reforma. Com o dinheiro, Dona Maria já colocou portas novas e reforçadas em toda a casa e cobriu de cerâmica a cozinha. Animada com a cara nova da casa, ela também comprou geladeira e pela primeira vez na vida tem máquina e tanquinho de lavar roupas.

Também na Região Noroeste, o Jardim Curitiba I, II, III e IV contará com investimentos no valor de R$ 52 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2) pleiteados pela Agehab para execução do processo de regularização fundiária plena. Além das escrituras registradas em cartório, as famílias do bairro receberão: praças, Centro Comunitário, Centro de Educação Infantil, Centro Integrado de Cidadania, asfalto, rede de esgoto e drenagem de chuva. As obras já tiveram início. Ainda serão construídas 315 unidades habitacionais para famílias de áreas de risco ou preservação ambiental.

O Governo de Goiás também abriu oportunidade para que as famílias da Vila Mutirão tenham acesso ao Cheque Mais Moradia para melhoria das casas de placa (paredes de cimento bruto, sem alvenaria). O benefício é de R$ 10 mil, específico para aquisição de material de construção. O primeiro cadastramento foi feito no primeiro Governo Junto de Você da Região Noroeste, em abril último. Foram 300 famílias cadastradas, que receberão os recursos em Cheque Mais Moradia em breve.

Em Trindade, 571 famílias dos bairros Jardim Imperial, Dona Íris I e II e Jardim Tamareiras já receberam as escrituras. Para a copeira Rosineide Gomes da Silva Muniz, 48 anos, a regularização só traz alegria. “Já tinha perdido a esperança, mas desta vez foi pra valer. Vai ser muito bom dormir tranquila, sabendo que agora sou de fato e de direito proprietária da minha casa”.

INVESTIMENTOS EM HABITAÇÃO – REGIÃO METROPOLITANA

MODALIDADE

UNIDADES

MUNICÍPIOS

INVESTIMENTO

TOTAL DE MUNICÍPIOS ATENDIDOS NA REGIÃO: 80%

Parcerias:

Cheque Mais Moradia Governo Federal

Prefeituras e Entidades

CONSTRUÇÃO

23.374

12

1 bilhão 190 milhões

REFORMA

9.799

16

20,7 milhões

COMUNITÁRIO

31

7

7,5 milhões

TOTAL

33.204

16

1 bilhão 218 milhões

 

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo