Mais 485 famílias recebem escrituras do Governo de Goiás

Programa Pra Ter Onde Morar – Escritura entregou, neste sábado (18/03), documento para moradores de oito bairros da região Noroeste da capital

 

Mais 485 famílias de oito bairros da Região Noroeste de Goiânia entraram para o grupo de beneficiados pelo programa Pra Ter Onde Morar, do Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação. Elas receberam, neste sábado (18/03), as escrituras de moradias construídas no passado em áreas de domínio do Estado e que agora passam a ser comprovadamente delas. Ao todo, mais de 6 mil famílias já foram beneficiadas com a modalidade Escritura em todo o Estado.

Representando o governador Ronaldo Caiado, o secretário estadual de Infraestrutura Pedro Sales ressaltou o fato de este ser um resgaste histórico para as famílias que há décadas aguardavam a entrega do documento. “É um alívio colocar um ponto final nesta angústia. O único Estado que interessa é o que serve e funciona. Nada mais que isso”, destacou ele. 

Sales afirmou ainda que o Governo de Goiás está batendo recordes de entrega dos documentos. “Toda a população que tem direito ao benefício vai realizar o sonho de ter sua escritura através desse trabalho da Agehab.”

São pessoas como o casal formado pelo vigilante Amadeu Alves de Oliveira, 67 anos, e a mulher, Geni Carlos Rodrigues, 63, dona de casa. “Foi a melhor coisa que podia acontecer. Tendo um lugar da gente e a certeza que é o lugar onde pode pousar, comer, a gente não quer mais nada. Lá criei meus filhos e por isso a gente só tem a agradecer”, comemorou Amadeu.

Para dona Geni, receber a escritura tem um sabor de vitória com nostalgia. Na moradia que no futuro vai ficar para os cinco filhos do casal, a mãe dela viveu seus últimos anos. “Minha mãe que ganhou esta casa, há 40 anos, e tinha a maior paixão por ela. Ela não queria de jeito nenhum que a gente vendesse e isso não vamos fazer”, garante.

O sentimento é semelhante na casa da babá Guaraciaba Pineli, 62 anos, mãe do Júlio César, de 34. Ela abriu um sorrisão ao receber a escritura de sua moradia na Vila Mutirão. “Não é para menos. Eu esperei 34 anos por este dia, a mesma idade do meu filho Júlio César, que nasceu na casa. Agora é minha”, comemora.

Na ocasião, foram atendidas famílias do Bairro da Vitória (58 escrituras), Boa Vista (24), Primavera (55), Bairro Floresta (34), Jardim Curitiba (209), São Carlos (38), São Domingos (25) e Vila Mutirão (42). Além de garantir a propriedade, dando segurança e estabilidade jurídica para os moradores, o documento ainda causa impacto econômico na região, pois o bairro regularizado recebe equipamentos urbanos, investimentos e se desenvolve mais.

Fotos: Octacilio Queiroz

Legenda 1: Casal Amadeu Alves de Oliveira, 67, e Geni Carlos Rodrigues, 63, compareceu à entrega com a filha Viviane

Legenda 2: Moradora da Vila Mutirão, a babá Guaraciaba Pineli, 62 anos, recebeu ao lado do filho Júlio César a escritura da casa onde ele nasceu

Agência Goiana de Habitação – Governo de Goiás

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo