Região Oeste é contemplada com mais de 10 mil moradias

Sérgio Willian

As metas de investimento em moradia traçadas pelo governo estadual para a Região Oeste foram atingidas em 2013. O investimento total superou R$ 150 milhões, revertidos para reforma e construção de mais de 10 mil moradias e equipamentos comunitários. Ao todo, 40 municípios foram contemplados, o que equivale a 93% de toda a região.

O município de Itapirapuã recebeu 30 novas moradias construídas com recursos do Cheque Mais Moradia e do governo federal, pelo programa Oferta Pública Sub-50 1. Cada família beneficiada também foi contemplada com um Cheque Mais Moradia, na modalidade Melhoria, no valor de R$ 3 mil. Outros 100 Cheques Reforma já foram liberados para contemplar moradores do município.

No município de Santa Fé, 27 famílias foram contempladas com Cheques Mais Moradia modalidade Melhoria, totalizando R$ 81 mil em investimentos. Está prevista a construção de 50 unidades habitacionais com recursos do Cheque Mais Moradia em convênio com a Caixa e com recursos do FGTS.

Outros dois municípios da região contemplados pela parceria da Agehab com a Caixa foram Americano do Brasil com 39 moradias e Palminópolis com 41. Este último município ainda recebeu R$ 130 mil de investimentos do Cheque Mais Moradia na modalidade Comunitário, e outros R$ 100 mil em recursos da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) para serem aplicados no Centro de Educação Infantil Maria Pires Perillo.

Em Bom Jardim, 60 moradias estão em fase de finalização e a construção de outras 40 já foi autorizada pelo governador Marconi Perillo dentro da parceria firmada entre Agehab e governo federal. A cidade de Iporá receberá 50 unidades habitacionais e Piranhas 40.

Em Fazenda Nova a entrega de 530 Cheques Reforma superou o valor de R$ 1,5 milhão. O governo anunciou que ainda vai contribuir com outros R$ 1,2 milhão para que os moradores possam substituir as casas de placa por alvenaria. Já estão contratadas 100 moradias para o município. Cada uma custará R$ 20 mil ao Governo do Estado, por meio do Cheque Mais Moradia, e R$ 9 mil do governo federal. Ao beneficiário caberá a contrapartida em prestações que somam em torno de R$ 9 mil.

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo