Resultado final de edital para bolsas de mestrado no Reino Unido está disponível

O resultado final do edital para bolsas de mestrado no Reino Unido direcionadas a grupos de minorias étnicas e mulheres que tenham graduação no Estado de Goiás já está disponível. Em Goiás, foram selecionados seis pesquisadores e outros dois compõem cadastro de reserva. O edital, promovido por meio da parceria entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) e o British Council, dentro do Fundo Newton, busca fortalecer a participação de grupos sub-representados, como minorias étnicas e pesquisadoras de ciência e inovação no Brasil, além de influenciar mais práticas e políticas inclusivas.

O programa para os candidatos selecionados será realizado em quatro fases: curso de inglês de três meses e preparação para o exame IELTS no Brasil; curso de inglês de verão de três meses no Reino Unido; mestrado (integral) no Reino Unido; e atividades de disseminação de impacto. O valor da bolsa é de até 40 mil libras esterlinas e custeará os cursos de inglês, taxa de exame IELTS, tradução juramentada de documentos para candidatura universitária no Reino Unido, taxa de vistos, voo internacional, ajuda de custo e taxa de matrícula.

A Chamada contempla candidatos pertencentes a grupos de minorias étnicas e/ou mulheres, graduados em Goiás até dezembro 2016, com proficiência mínima A2 no limiar com B1 em inglês, de acordo com o Quadro Comum Europeu de Referência de Línguas. O Mestrado será realizado no Reino Unido e em inglês. São especialmente encorajadas candidaturas de minorias étnicas comprometidas com objetivos de igualdade, diversidade e inclusão dentro de seu contexto local.

Sobre a iniciativa
Dados do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) mostram que dos 12.780 pesquisadores brasileiros que receberam bolsas de pesquisa internacional em 2014, com base na auto declaração, 64,8% eram brancos, enquanto 3% orientais, 16,4% eram mestiços e 2,4% negros. Além disso, das bolsas de estudo nacionais concedidas pelo CNPq em 2015, no âmbito da participação das mulheres, 59% foram atribuídas a mulheres brancas e 26, 8% a mulheres negras. Com relação aos homens, 56,3% foram alocados aos brancos e 24,3% aos negros.

Neste contexto, sob a linha de “Professional Development & Engagement” (PDE), o projeto Mestrado de Bolsas de Estudos para grupos Sub-Representados na Ciência no Brasil busca alavancar a participação de tais grupos nas áreas da ciência, bem como apoiar o ambiente científico e de inovação no Brasil. O objetivo estratégico do projeto é a promoção de um programa de mestrado no Reino Unido, como uma experiência abrangente para fortalecer a participação de grupos sub-representados, como mulheres de minorias étnicas na ciência e inovação no Brasil, além de influenciar mais práticas e políticas inclusivas. Os parceiros co-financiadores nesta iniciativa são as Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs), dos estados brasileiros de Goiás (Fapeg), Paraíba (Fapesq) e Bahia (Fapesb).

Assessoria de Comunicação Social da Fapeg.

Governo na palma da mão

Pular para o conteúdo